quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

UNIVERSIDADE JEAN PIAGET ANGOLA

10 ANOS de ENSINO de CONFIANÇA de EXIGÊNCIA e de QUALIDADE.

A participação activa no desenvolvimento humano e ecológico das diferentes comunidades e povos sempre esteve presente na missão do Instituto Piaget Portugal. Para cumprir este objectivo, em 1998, celebrou um acordo com o Ministério da Educação e Cultura de Angola, ao abrigo do qual, em 1999, criou a Associação Instituto Piaget Angola (AIPA), entidade promotora da Universidade Jean Piaget, cuja criação pelo Conselho de Ministros em Julho de 2001 visa a formação de quadros superiores “proporcionando-lhes uma formação científico-técnica sólida, habilitando- os para o exercício e a capacidade de análise crítica necessários para o desenvolvimento da sociedade”.

No ano lectivo de 2005/2006 diplomou o primeiro grupo de licenciados e iniciou a actividade lectiva no Pólo de Benguela, dando cumprimento ao estipulado no acordo com a tutela.

Dez anos de confiança num ensino exigente que visa a empregabilidade de alunos que se matriculam sabendo que partem todos ao mesmo tempo, mas uns acabam primeiro que outros.
Dez anos de exigência que conduziu a uma taxa de empregabilidade de 100% entre os formados pela UniPiaget Angola e que permite aos seus 12.000 alunos ter confiança no ensino que lhes é ministrado em cada uma das 17 licenciaturas que frequentam.

Dez anos de procura de qualidade na formação humana e cientí co-técnica de quadros superiores com capacidade para serem factores de desenvolvimento socioeconómico. As parcerias com empresas e instituições nacionais e internacionais permitem direccionar a exigência na qualidade para um ensino no qual os licenciados e os empregadores con am. A próxima década já se iniciou. Empresas como a TOP Informática, Consulgal,Betoteste e outras já participam na defi nição das competências e na adequação da formação às necessidades do mercado de emprego. Entidades congéneres como as Universidades de Coimbra e do Minho estão a cooperar com a UniPiaget Angola no processo ensino/aprendizagem através do intercâmbio de alunos, professores e investigadores.

Os próximos dez anos continuarão a ser norteados pelos princípios da solidariedade, convívio e promoção social que norteiam a actividade da AIPA.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A sua opinião conta e nós contamos com ela.